O Mestre dos Mestres

O Mestre dos Mestres
M. Ueshiba - O Sensei - Grão Mestre

Vídeo - Aikido Infantil

Loading...
Google

Visita à Passo Fundo em 26/02

SEJA BEM VINDO

Este Blog é dedicado às pessoas cuja motivação de vida seja o crescimento como ser humano. Admitindo-se que este passa pela opção de valorizar o SER em detrimento do TER e também pela difícil opção consciente que todos os grandes mestres pregam, que é a necessidade de priorizar em primeiro lugar o seu ser, pois este só poderá ser produtivo para os outros na medida em que estiver bem nos planos; físico, mental e espiritual.

Para publicar comentário, em um dos Post, CLIK em comentários, abaixo do texto escolhido.
POSTAGENS
Logo abaixo você sempre encontrara os três ultimos textos publicados.
Para recuperar textos mais antigos, navegue até o final do Blog e clik no link "Postagens mais antigas"

quarta-feira, 24 de março de 2010


O CASO DOS DOIS SÁBIOS

Ouvi esta história contada por um amigo, alguém muito simples, sem muita erudição, felizmente, (mas) e com uma profunda e aguda inteligência.
Antes, de contar a história anedótica de meu amigo, gostaria de narrar o contexto em que ela foi dita.
Tomava-mos Chá em um lugar público, jogando conversa fora e filosofando um pouco, meu amigo, eu e uma amiga. O assunto, se não me engana a memória, era sobre a riqueza cultural do gaucho e do seu grau de politização. La pelas tantas, caiu de pára-quedas no assunto um advogado que estava ao lado, com o ouvido espichado para nós.
Ele foi dizendo de uma forma doutoral e professoral:  -Vocês estão enganados. Quando eu morei na França, me dei conta da insignificância da nossa cultura...  E ele foi por ai afora, fazendo uma porção de afirmações deste gênero, com a empáfia e a arrogância de alguém que só tinha certezas.
Quando ele deu uma folguinha, prá respirar, o meu amigo saiu com esta: -Tchê, tu conheces a historia dos dois Sábios? Ele. -Não.  -Então, vou te contar, escuta com atenção.

Dois sábios se encontraram numa praça.
Sábio nº 1: - Tchê, descobri uma verdade, que é universal.
O nº 2 respondeu: - Sim, qual é?
O 1: - Toda a pessoa que tiver certeza absoluta de alguma coisa é um baita idiota.
O 2: - Mas me diz com sinceridade. Tu, estas convicto disto, tens certeza?
O Numero 1, batendo de maneira enfática, com o punho direito cerrado sob a palma da mão esquerda:
- ABSOLUTA, ABSOLUTA!!!

Acho que não preciso explicar o motivo de o "Doutor" ter saído, em disparada e de mau humor.


R. Vargas

Nenhum comentário: